Apresentação

Os candidatos ao ingresso nas Universidades Lusíada deverão preencher cumulativamente as condições estabelecidas pelo Ministério da Educação e que são as seguintes:

a) Ter concluído o ensino secundário ou habilitação equivalente.

De acordo com o actual sistema de acesso, qualquer curso do ensino secundário constitui habilitação para concorrer a qualquer curso das Universidades Lusíada.

b) Ter realizado em 2011, 2012 ou 2013 uma das provas de ingresso que a Universidade Lusíada indica para o curso que o candidato pretende frequentar e nela ter obtido a classificação exigida. As provas de ingresso realizam-se nas datas e escolas indicadas pelo Ministério da Educação e consistem em exames nacionais do ensino secundário.

c) Ter obtido na nota de candidatura a classificação mínima de 95 pontos numa escala de 0 a 200. A nota de candidatura é composta pela classificação final do ensino secundário com o peso de 65% e pela classificação da prova de ingresso com o peso de 35%.

Os estudantes titulares de cursos não portugueses legalmente equivalentes ao ensino secundário português podem requerer que as provas de ingresso sejam substituídas por exames finais de disciplinas daqueles cursos que satisfaçam cumulativamente as seguintes condições:

  • Terem âmbito nacional;
  • Terem sido realizados no ano lectivo que antecede imediatamente o ano a que se refere a candidatura;
  • Referirem-se a disciplinas consideradas homólogas das provas de ingresso pela Comissão Nacional de Acesso ao Ensino Superior (CNAES).

A classificação mínima exigida pelas Universidades Lusíada na prova de ingresso é de 95 pontos, numa escala de 0 a 200.

Será integralmente devolvida a quantia paga pelos candidatos que se tenham inscrito para o concurso de ingresso nas Universidades Lusíada e cuja candidatura venha posteriormente a ser rejeitada por não terem obtido a classificação mínima na prova de ingresso.