Versão de impressão

 

Nesta página...
 

Apresentação

Hoje em dia, com a popularidade das séries "CSI" e sobretudo com a indispensável presença da análise científica da Prova Material no contexto da Investigação Criminal e do Sistema de Justiça, é importante conhecer as potencialidades, realidades atuais e limitações da aplicação das Ciências Exatas à investigação do crime.

topo

 

Objectivos

Dar bases a não especialistas do universo das Ciências Forenses, particularmente da Criminalística, Polícia Científica e Técnica.

topo

 

Destinatários

Estudantes de Direito, Políticas de Segurança e outros cursos, juristas, profissionais relacionados com a Criminalidade, a Segurança e o Direito, quer num plano nacional, quer internacional, e todos os demais interessados nesta temática.

topo

Titulação

O Código do Trabalho determina, no artigo 131.º, que a entidade patronal deve assegurar ao trabalhador um mínimo de 35 horas anuais de formação certificada. A Universidade Lusíada, como instituição particular de ensino superior reconhecida pelo Ministério da Educação e Ciência e, também, certificada como entidade formadora pela Direcção-Geral do Emprego e das Relações de Trabalho do Ministério da Economia e do Emprego, está em condições para auxiliar as organizações e os trabalhadores a cumprirem este requisito legal. A organização deste tipo de workshops práticos tem precisamente este objectivo, sendo conferido a todos os formandos um certificado de presença.

 

Metodologia

Informação a disponibilizar oportunamente.


 

topo

Creditação

As competências comprovadamente adquiridas no âmbito destes cursos poderão ser reconhecidas, mediante creditação, para efeitos de eventual prosseguimento de estudos na Universidade Lusíada.

topo

Programa

  • Breve História da Criminalística; Princípios da Criminalística; Polícia Técnica e Polícia Científica; a Criminalística no contexto das Ciências Forenses e da Investigação Criminal.
  • A Cena do crime; A cadeia de custódia da prova e protocolo da atuação na "cena do crime"; a recolha dos vestígios e das outras provas materiais.
  • O Desenho e a Fotograa forenses; o esboço da cena do crime; a fotograa documental e a de investigação; os retratos-robô.
  • Lofoscopia, dactiloscopia, quiroscopia e palmatoscopia; princípios da identificação das impressões digitais; revelação das impressões digitais latentes; registo e base de dados – AFIS.
  • Biologia forense; o ADN e as diversas técnicas analíticas da sua análise - PCR, STR, LCM, etc.; bases de dados de pers de ADN – CODIS.
  • Balística forense: identificação das armas de fogo; direções de disparos; o microscópio de comparação balística; Análise de resíduos de disparos de armas de fogo; bases de dados balísticas – IBIS.
  • Toxicologia forense; tipologia das drogas e exemplos; da análise química à análise instrumental das drogas; tóxicos e venenos.
  • Química e Física forenses; incêndios e explosões (de gás e de explosivos); identificação de acelerantes e de explosivos; reavivamento de marcas rasuradas; identificação de gases lacrimogénios; apoio às diversas secções de um laboratório forense como, por exemplo, a análise de resíduos de disparos pelo microscópio eletrónico de varrimento analítico.
  • Exame forense de documentos suspeitos; falsificação e contrafação; exame do suporte e da impressão; exame ótico pelo VSC; exame químico por análise química instrumental.
  • Comparação de escrita manual; da recolha de autógrafos à comparação. 

topo

Formador

Prof. Doutor José Manuel Morais Anes

É Bacharel em Química, Licenciado em Química-Física e Doutorado em Antropologia Social e Cultural. Foi, de 1978 a 1997, Perito Superior de Criminalística do Laboratório de Polícia Científica da Polícia Judiciária, tendo estagiado em Jerusalém, em 1986, no Laboratório da Polícia Nacional de Israel. Foi cofundador, em 2005, do OSCOT – Observatório de Segurança, Criminalidade Organizada e Terrorismo, tendo sido seu Vice-Presidente, Secretário-executivo e membro do seu Conselho Consultivo. É Diretor, desde a sua fundação em 2006, da revista trimestral "Segurança e Defesa. É Subdiretor do INSEDE – Instituto de Segurança e Defesa". É autor de diversos livros e artigos sobre Violência e Terrorismo e professor em diversas Instituições e cursos universitários de 1.º e 2.º ciclo.

topo

Duração

  • 10 horas
 

Datas

  • 10, 12, 17, 19, 24, 26 e 31 Março 2014 e 2, 7 e 9 Abril 2014

topo

Horário

  • Segundas-feiras: 19H00 - 20H00
  • Quartas-feiras: 18H00 - 19H00
 

Local

  • Universidade Lusíada de Lisboa

topo

Preço

  • 95,00 Euros.
 

Inscrições

topo

Desdobrável

Desdobrável do curso [pdf]

 

Informações

Morada:
Dr.ª Leonor Santos
Universidade Lusíada de Lisboa
Rua da Junqueira, 188-198
1349-001 Lisboa

Telefones:
+351 213 611 644

Fax:
+351 213 647 920

E-mail:
formacao@lis.ulusiada.pt

topo